Os Biombos Namban podem classificar-se como obras de rara dimensão histórico-artística. Documentam a chegada e presença dos Portugueses no Japão, primeiros europeus que aí aportaram, representando numa fonte iconográfica única, toda uma simbologia ligada ao movimento da Expansão Portuguesa: a nau ancorada num porto, o encontro multicultural, as mercadorias de vários pontos do mundo, a missionação religiosa.
A composição representa uma nau portuguesa fundeada num porto do Japão, e a tripulação em actividade desembarcando as mercadorias. A composição é sequenciada no segundo biombo do par, cuja temática aborda cenas ligadas ao movimento comercial e á presença dos missionários e da sua missão.