A forma cúbica, com interior dividido em gavetas e com argola superior que indicia a peça como objecto de transporte, faz parte de uma tipologia formal de mobiliário, comum entre o mobiliário ocidental da época, e desconhecido no Japão antes da chegada dos Portugueses em 1543.
Apresenta uma exuberante decoração vegetalista e naturalista, com incrustações de madrepérola e pó de ouro. Todas as superfícies têm uma decoração distinta, com variantes de espécies botânicas, como as flores de laranjeira, de cerejeira e crisântemos. Acentuando o carácter naturalista, figura em pormenor da face superior, um pássaro de asas e bico abertos, em atitude de comer um fruto.