Esta obra, datada de 1869, é particularmente demonstrativa das capacidades e excelência do trabalho de João António Correia como retratista. O Negro é um retrato em busto de um homem de pose altiva e olhar inquieto, de desenho correcto e vigoroso, onde à qualidade de desenhador podemos associar a de colorista. Esta figura remete-nos ainda para o gosto pelas culturas distantes e exóticas que as ideias do Romantismo acarinharam.