7 de Junho a 23 de Dezembro 2002

A exposição “Estampa e caricatura política estrangeira sobre Portugal. A doação Rau”  foi inicialmente organizada e apresentada no Museu Nacional de Arte Antiga teve origem na doação do Dr. Fernando Rau a esse Museu de uma importante colecção de gravuras humorísticas e satíricas, estrangeiras, sobre Portugal.
Nela se mostrou o núcleo mais notável da colecção com peças dos séculos XVIII ao XIX. Assim, ao longo de 123 gravuras foi possível observar o evoluir dos acontecimentos da história de Portugal tal como foram comentados, ilustrados e, a maior parte das vezes, satirizados por desenhadores estrangeiros durante um período de mais de 100 anos, entre cerca de 1722 e 1848. Temas como a Inquisição, o atentado contra D. José I, o processo dos Távoras e a expulsão dos Jesuítas, as invasões francesas ou as lutas entre liberais e miguelistas e os reflexos internacionais destes mesmos acontecimentos aparecem largamente referidos, possibilitando ao público a percepção de uma outra dimensão mais humorística de acontecimentos tantas vezes dramáticos da história nacional, observados a partir do exterior. Grandes ilustradores como os ingleses James Gillray, Isaac Cruikshank, Thomas Rowlandson, William Heath ou os franceses Jean Grandville e Honoré Daumier, assinam muitas destas gravuras.
A exposição foi acompanhada por um catálogo que teve como coluna vertebral um texto preexistente: um estudo que o Dr. Fernando Rau havia deixado inédito, há cerca de trinta anos, sobre o tema da estampa e caricatura política estrangeira sobre Portugal. O catálogo integra igualmente um estudo sobre a figura de Fernando Rau e vários outros onde se faz a contextualização da génese da estampa política enquanto género e sobre os períodos históricos abrangidos.