17 de Maio a 30 de Agosto

A história de uma casa vai-se fazendo com o que nela acontece.
Este Museu tem uma história feita de muitas histórias. Desde a sua construção, o palácio foi casa de uma família - Morais e Castro - Os Carrancas, que a vendeu a outra, a Família Real, que pouco a habitou, porque só nas poucas deslocações ao Porto aqui viveu. Depois de algum tempo conturbado, o Rei D. Manuel, exilado, deixou o palácio em testamento à Misericórdia. Adquirido pelo Estado, aqui foi instalado o Museu Nacional de Soares dos Reis.
O Grupo IF faz parte da história desta casa já na fase de museu, tal como muitos que por cá passaram. A Exposição" Esquinas do Tempo", 1982, foi um sucesso e marcou uma época, correspondendo ao interesse e curiosidade dos Portuenses pelas alterações da Cidade e do seu Património Arquitectónico.
Desta vez, os cinco elementos do grupo que, desde antes do Natal de 2007 e até agora, percorreram o Museu com as suas máquinas fotográficas, descobriram aspectos do espaço e da vida que nele se desenrola e documentaram, cada um com a sua forma de olhar, a evolução, os contrastes, os paralelos ou as subtilezas que passam despercebidas aos mais desatentos.
Do Palácio dos Carrancas lembramos a grandiosidade, do Palácio Real a imponência. Do Museu, as novas formas arquitectónicas, as obras de Arte e quem as vem gozar, são os pretextos para fixar algumas belíssimas imagens que nos vão fazer companhia, lembrando-nos a importância de saber olhar e ver.