Este ano é marcado pelo bicentenário da 2ª Invasão Francesa, durante a qual ocorreu a queda da Ponte das barcas que marcou a memória da cidade até aos nossos dias. A travessia do Rio Douro é tratada nesta exposição, integrada na programação da evocação dos 200 anos das Invasões Francesas, desde o tempo em que não havia pontes.

Depois da ponte das barcas outras se seguiram usando técnicas e materiais que podem ser descobertos nesta Exposição, avançando de Ponte em Ponte.